Casos de varíola do macaco pode ser “a ponta do iceberg”, alerta OMS

Até o momento, 257 casos da doença já foram confirmados em 20 países fora da África

A diretora de Preparação Global para Riscos da Organização Mundial de Saúde (OMS), Sylvie Briand, alertou que o surto de varíola de macacos em países não endêmicos pode ser, na verdade, a “ponta do iceberg”. A afirmação da diretora aconteceu durante a assembleia anual da OMS, na última sexta-feira (27).

De acordo com a OMC, até a última quinta-feira (26), 257 casos da doença já foram confirmados em 20 países fora da África. Outros 120 casos suspeitos estão sendo investigados. Nenhuma morte ainda foi relatada, mas, na semana passada, menos de 100 casos haviam sido confirmados pela organização.

Briand prevê um aumento ainda maior no número de casos durante os próximos dias. “Ainda estamos no início deste evento […] Sabemos que haverá mais casos nos próximos dias”. Apesar do alerta, a diretora acredita que não há motivo para “pânico”, pois o momento atual possibilita uma maior oportunidade de prevenção à disseminação da doença. “Não é uma doença que deve preocupar o público geral. Não é a Covid nem outra doença que se expande rápido”, afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Acreditamos que, se adotarmos as medidas corretas agora, podemos contê-la facilmente”, disse. Embora ainda não exista vacina específica para essa variante, estudos mostraram que o imunizante para a prevenção contra a varíola tem 85% de eficácia na prevenção contra o vírus causador da varíola dos macacos. A doença pode ser controlada com medidas como boa higiene e comportamento sexual seguro. *Fonte Metro1


O APO está no Telegram. Faça parte do nosso grupo, clique aqui.