Sidney, ex-vocalista da Banda Calcinha Preta, é assassinado dentro de casa

Redação, com informações de Istoé

Ele foi o primeiro vocalista da banda de forró, que se formou em 1995, na capital sergipana

Crédito: reprodução/TV Sérgipe

Na quinta-feira (04), José Aparecido da Silva, ex-vocalista da Banda Calcinha Preta, que era conhecido como Sidney, de 57 anos, foi encontrado morto em sua casa, no Bairro Parque dos Faróis, em Nossa Senhora do Socorro, em Aracaju.

Segundo informações do portal G1, uma testemunha chegou ao local e encontrou o cantor no chão. No Instituto Médico Legal, a causa da morte foi registrada como arma branca. O corpo passou por exames periciais que devem confirmar a suspeita.

Sidney foi o primeiro vocalista da banda de forró, que se formou em 1995, na capital sergipana.

Luciana Linhares, cantora que fazia dupla com o artista, usou a rede social para lamentar a morte do amigo: “Que Deus, meu amigo, lhe dê descanso eterno”, escreveu ela no Instagram.

Através de nota, a Banda Calcinha Preta de se manifestou:

‘Hoje toda a família Calcinha Preta está de luto! É com grande tristeza e pesar que recebemos a notícia do falecimento de José Aparecido da Silva, o nosso querido Sidney Chuchu, que foi o nosso primeiro vocalista e ficou à frente da Banda Calcinha Preta no período de 1995 a 1998, tendo emplacado sucessos como o hit “Onde o Sonho Mora”.

A família Calcinha Preta deseja seus sinceros sentimentos aos familiares, amigos e fãs do saudoso Sidney Chuchu. Descanse em paz Sidney Chuchu, infelizmente, você nos deixou precocemente, e vai deixar muita saudade, mas, estará para sempre na história da Banda Calcinha Preta e em nossos corações.