Banner Prefeitura

Presidente da Câmara condena em nota assassinato de petista no Paraná

Redação, com informações do Bahia.ba - Foto: Reprodução / Câmara dos Deputados

“Democracia pressupõe o amplo debate de ideias”, disse; lideranças da minoria e da Oposição também se posicionaram

O assassinato do tesoureiro do PT no Paraná, Marcelo Arruda, foi lamentado pelo presidente da Câmara Federal, deputado Arthur Lira (PP-AL). “A Câmara dos Deputados repudia qualquer ato de violência, ainda mais decorrente de manifestações políticas”, afirmou o dirigente, em nota.

O crime ocorreu no domingo (10) e, nesta segunda, a Justiça decretou a prisão preventiva do acusado pela execução, a tiros, durante o anivesário de 50 anos da vítima.

Segundo o parlamentar alagonao, “a democracia pressupõe o amplo debate de ideias e a garantia da defesa de posições partidárias, com tolerância e respeito à liberdade de expressão”. Lira afirmou que a “paz para fazer nossas escolhas políticas e votar nos projetos que acreditamos” é a base de uma “democracia plena e sólida.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As lideranças da Oposição e da Minoria também divulgaram nota conjunta repudiando o assassinato e a violência política. “Esperamos que o crime que tirou a vida de Marcelo Arruda seja o último desse tipo que testemunhamos no Brasil”, afirmaram os dois blocos, nos documentos


O APO está no Telegram. Faça parte do nosso grupo, clique aqui.