Banner Gov BA 2

Após fraudes, Câmara dos Deputados passa a exigir certificado oficial de vacinação

Redação, via Bahia.ba

Casa voltou ao trabalho presencial em 25 de outubro com diversas diretrizes

A Câmara dos Deputados passou a exigir certificado oficial de vacinação contra Covid-19 para entrada na Casa, após fraudes em cartões de imunização.
Segundo a coluna de Guilherme Amado, do portal Metrópoles, a partir de agora, visitantes e servidores só entram mediante apresentação do Certificado Nacional de Vacinação, emitido dentro da plataforma Conecte SUS, do Ministério da Saúde.

Antes, a entrada podia ser feita com uma foto do cartão de vacinação, aquele entregue nos postos de saúde logo após aplicação das doses.
A troca no modelo, com a exigência do “passaporte oficial” é para dar mais segurança no acesso à Câmara.

A Câmara voltou ao trabalho presencial em 25 de outubro com diversas diretrizes. A exigência da comprovação vacinal está entre elas. Num primeiro momento, a Câmara informou que Jair Bolsonaro também teria que se submeter à regra. Arthur Lira depois recuou.

De acordo com a assessoria da Câmara, não houve mudança no protocolo para acesso e não há casos de fraudes em investigação na Casa. A apresentação do cartão de vacinação continua obrigatória para todos que acessam a Câmara, com a comprovação de pelo menos uma dose, observado o programa vacinal instituído pelos órgãos competentes. São aceitos apenas os comprovantes apresentados por meio do aplicativo ConecteSUS ou pelo cartão físico e original de vacinação — não são aceitos comprovantes como foto do cartão físico ou fotocópias.

Para ingresso nas dependências da Câmara, também são necessários aferição de temperatura, feita automaticamente nas portas de acesso à Casa, e uso de máscara de proteção facial.