Homens são presos após roubarem baterias de torres de telefonia na Bahia

108680-3

Três homens suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em roubos de baterias de torres de telecomunicações foram presos durante uma operação realizada nesta terça-feira (14), nas cidades baianas de Serrinha e Feira de Santana, a cerca de 100 quilômetros de Salvador.

De acordo com informações da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) de Feira de Santana, responsável pela ação, os suspeitos usavam dois carros, um deles com sinais de adulteração, para transportar a mercadorria roubada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Carro usado por suspeito foi apreendido durante ação na Bahia (Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade)
Carro usado por suspeito foi apreendido durante
ação na Bahia (Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade)

O material pertence a quatro empresas de telefonia que operam no estado. Conforme a polícia, os crimes teriam causado um prejuízo de R$ 1,2 milhão às operadoras somente no mês de agosto. As baterias ficam nas torres e são usadas nos casos de falta de energia elétrica, para que o serviço continue funcionando.

Segundo a polícia, o grupo é de Salvador e também é suspeito de praticar os crimes nos municípios de Serrinha, Nova Soure, Araci,Ribeira do Pombal, Salinas da Margarida eItabuna.

O primeiro suspeito preso foi Cristóvão Firmino dos Santos, conhecido pelo apelido de Cachorrão, 38 anos. Segundo a polícia, no momento em que foi localizado, o homem disse que estava à espera de um comparsa para realizar um roubo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O homem apontado como comparsa, Evanilson Firmino dos Santos, 30 anos, que é morador de Salvador, foi o segundo a ser preso. Segundo a polícia, os dois suspeitos se preparavam para ir até as proximidades do município de Santo Estevão para praticarem outro furto a uma estação de telecomunicações.

O terceiro suspeito, Luiz Alberto da Silva, 33 anos, foi preso em Serrinha. Com ele, a polícia disse ter encontrado baterias estacionárias furtadas da estação de Nova Soure. Os suspeitos e os materiais apreendidos foram levados para a sede da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) de Feira de Santana.

As informações são do G1


O APO está no Telegram. Faça parte do nosso grupo, clique aqui.