Mesmo com aumento de chuvas, bandeira tarifária deve se manter até abril

Redação, via Metro1

Na última quinta-feira (23), o presidente Jair Bolsonaro disse em uma transmissão ao vivo que a bandeira iria cair com o aumento das chuvas pelo Brasil

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O governo federal deve manter a bandeira de escassez hídrica na conta de luz até abril, mesmo com o aumento das chuvas. A bandeira está ativa desde setembro, provocando um aumento de R$ 14,20 a cada 100 quilowatts-hora (kWh).

Na última quinta-feira (23), o presidente Jair Bolsonaro disse em uma transmissão ao vivo que a bandeira iria cair com o aumento das chuvas pelo Brasil. “A chuva está nos garantindo. Não sei quando, (mas) essa bandeira vai começar a cair”, disse.

Porém, segundo apurado pelo Estadão a partir de dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), os recursos arrecadados até abril serão utilizados para cobrir custos das operações de meses anteriores. Por isso, não seria possível abrir mão, de imediato, da bandeira tarifária mesmo com o aumento de água nos reservatórios.