Banner Prefeitura

Defesas de Geddel e Lúcio apresentam argumentos no STF; PGR mantém acusação

Do BN

Foto: Divulgação

As defesas do ex-ministro Geddel Vieira Lima e do irmão dele, o ex-deputado federal Lúcio Vieira Lima, apresentam na tarde desta terça-feira (24) os argumentos para tentar evitar uma condenação de ambos no processo do bunker com R$ 51 milhões. O julgamento acontece na 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) e, até o momento, apenas as partes se manifestaram.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) mantém a denúncia e a acusação que indica a origem ilícita dos recursos encontrados em malas e caixas em um apartamento em Salvador. Além dos irmãos Vieira Lima, respondem ao mesmo processo o empresário Luiz Fernando Machado e o ex-assessor deles, Job Brandão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Geddel foi preso no dia da deflagração da Operação Tesouro Perdido, em 8 de setembro de 2017. Já Lúcio, por exercer mandato de deputado federal, tinha prerrogativa de foro, razão pela qual o processo continuou em tramitação no STF.


O APO está no Telegram. Faça parte do nosso grupo, clique aqui.