Morre escritora bell hooks, um dos maiores nomes do feminismo

fonte iBahia

Bell hooks (com todas as letras minúsculas) era o pseudônimo usado por Gloria Jean Watkin

Foto: Cmongirl/Wikimedia Commons

A escritora e ativista Bell Hooks morreu nesta quarta-feira (15), aos 69 anos. A autora americana ganhou notoriedade internacional ao publicar livros sobre feminismo, política, racismo, cultura, papéis de gênero e espiritualidade.

Em comunicado à imprensa, a família da autora confirmou a morte. “A autora, professora, crítica e feminista fez sua transição cedo, em casa, rodeada de familiares e amigos”, tuitou, nesta manhã, Ebony Motley, sobrinha da intelectual.

bell hooks (com todas as letras minúsculas) era o pseudônimo usado por Gloria Jean Watkin, que nasceu em em 25 de setembro de 1952, em Hopkinsville. Na infância, ela frequentou escolas para alunos negros no Condado de Christian, nos EUA, tendo, em seguida, se matriculado na Universidade de Stanford, na Califórnia.

A escritora fez mestrado em inglês, na Universidade de Wisconsin, e doutorado em literatura, na Universidade da Califórnia.