Samuel tem o visto negado para o Japão por não ter tomado a 2ª dose da vacina

fonte Bahia Notícias

A revelação foi feita por Djalma Abreu, diretor de patrimônio do Vitória durante entrevista

Foto: Pietro Carpi/ECV

O atacante Samuel teve o visto negado para o Japão por não ter tomado a segunda dose da vacina contra a Covid-19. O jogador, de 21 anos, está negociado com o japonês Oita Trinita. A revelação foi feita por Djalma Abreu, diretor de patrimônio do Vitória durante entrevista ao programa BN Na Bola, da Rádio Salvador FM 92,3, apresentado por Emídio Pinto, Glauber Guerra e Ulisses Gama, na noite desta quarta-feira (12).

“O visto de Samuel já era para ter saído. Mas parece brincadeira Samuel ter o visto negado em função dele não ter tomado a segunda dose da vacina. Parece brincadeira. Estão voltando tudo à estaca zero. Isso atrasou um pouco o carimbo do visto de Samuel”, contou.

No dia véspera de Natal (24), o Bahia Notícias apurou que o Leão acertou a venda de 51% dos direitos econômicos de Samuel para o clube japonês por 500 mil dólares, pouco mais de R$ 2,8 milhões. Na época, faltava apenas o visto de trabalho do jogador para poder entrar no país asiático e a transação ser concluída. O que continua pendente. No entanto, o dirigente acredita que essa questão não vai melar o negócio.

“Não acredito. Apenas foi um lapso da parte do jogador que não tomou a segunda dose. Os japoneses são muito rigorosos e negaram o visto em função dele não ter tomado a segunda dose da vacina”, completou.

Samuel apareceu na lista do elenco da temporada de 2022, mas ainda não se apresentou. O Vitória conta com essa venda para pagar a dívida com o atacante Walter Bou, que teve uma passagem pífia em 2018 ao disputar oito jogos e não marcar nenhum gol. Por causa desse débito, o clube baiano está impedido de fazer novas contratações desde o começo deste ano e precisou acelerar a chegada dos novos reforços antes do término de 2021.