Banner Prefeitura

Dalton pede Barradão lotado contra o Paysandu: ”A gente vai se entregar ao máximo”

Redação, com informações do Galáticos Online

Foto: Pietro Capri / EC Vitória / Divulgação

O elenco do Vitória segue se preparando para o próximo compromisso contra o Paysandu, pela Série C. Nesta quarta-feira (13), em entrevista coletiva, o goleiro Dalton lamentou sua estreia ter sido pela lesão séria do companheiro Lucas Arcanjo.

”É um período difícil. A recuperação não vai ser fácil, falo por experiência própria. Ele vai voltar muito bem”, disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

”Antes de sermos atletas profissionais, nós somos seres humanos. Então, tem que entender e saber respeitar que eu não gostaria de ter entrado nessa situação, mas são coisas que acontecem. […] Eu sinto por ele, sei o que ele vai passar, porque passei também”, completou.

Com 35 anos, o arqueiro chegou nesta temporada ao Barradão e esbarrou nas boas atuações de Arcanjo. Graças a lesão do colega, o atleta teve a oportunidade de estrear contra o São José-RS, onde o Leão venceu por 2 a 1, fora de casa. Agora ele espera uma sequência e deve ser o titular no próximo domingo (17) contra o Papão.

”Não tem atalho, não tem mistério. É só fazer o nosso melhor. Seja na semana, melhorando o que a gente tem feito, nós vamos sempre fazer o melhor. Se a gente tem a melhor defesa, começa do ataque. Não é só propriamente pela defesa. É lá no ataque, que começa diminuindo os espaços, chega no meio-campo, no setor defensivo, os zagueiros. Depois, no goleiro”, afirmou.

”A julgar, o Lucas vinha fazendo um grande trabalho. É mérito dele. Não tem por que a gente tirar esse mérito. Acredito que, se fosse Yuri ou Cabral que estivesse no gol, também iria fazer seu melhor. A gente tem esse pensamento de fazer sempre nosso melhor, melhorar a cada dia, a cada treino. Para que, no jogo, a gente colha o que a gente fez na semana. Se a gente fizer o melhor, a gente vai ter o jogo perfeito, as melhores decisões. Estaremos mais próximos da vitória. Não quer dizer que ela vá acontecer, mas a nossa semana vai dizer o que vai ser o jogo”, acrescentou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Recado para a torcida:

”Fica aqui o meu convite. A gente sabe da atmosfera que tem se criado. A gente já viveu isso uma vez. Gostaríamos de viver novamente, o Barradão lotado, que ele continue assim, que a torcida venha, nos apoie. Dentro de campo, vamos fazer nosso melhor. Nunca vamos deixar de lutar. A gente vai se entregar ao máximo, se dedicar e fazer nosso melhor. Isso é indiscutível. O torcedor tem visto isso e vai continuar vendo sempre”, pediu.


O APO está no Telegram. Faça parte do nosso grupo, clique aqui.