Banner Gov BA 2

Modalidade impressa do ENEM 2021 concentra maioria dos candidatos

Redação

Foto: reprodução

Como ocorreu no ano passado, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano também contará com duas modalidades de prova, a impressa e a digital. No entanto, diferente do ano anterior, nesta edição, as duas versões serão nas mesmas datas – 21 e 28 de novembro. Em 2021, o número de inscritos para o exame na modalidade presencial, é superior ao online.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em todo país, 3.109.762 de pessoas se inscreveram para o exame de 2021. Deste total, 3.040.871 pessoas optaram pela prova impressa e apenas 68.891, pela modalidade digital.

Conforme divulgou a Agência Brasil, no ano passado, em meio à pandemia, cerca de 70% dos inscritos não compareceram ao exame. A intenção do Inep é de que, ano a ano, mais candidatos façam a prova no computador e que, até 2026, o Enem se torne totalmente digital.

Vale lembra que, da mesma forma que os candidatos do Enem impresso, os inscritos para o formato digital terão de ir até uma instituição estabelecida pelo Inep para realizar o exame em um computador. As máquinas terão acesso apenas à prova. Os candidatos também devem levar caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente, pois a redação, no primeiro dia do exame, é feita manualmente.

Já no segundo dia de prova, os estudantes receberão folhas de rascunho para fazer, à mão, caso desejem, os cálculos das provas de matemática e ciências da natureza.

O MEC chegou a destacar facilidades da modalidade digital do exame. Dentre elas está a marcação das questões feita em tela, não sendo preciso, portanto, preencher o cartão de respostas ao final da prova; é possível navegar entre as questões e marcar aquelas que ainda não estão preenchidas e fazer anotações em tela. O Inep disponibilizou um tutorial no Youtube.