PIB recua 0,1% no terceiro trimestre de 2021

Agropecuária caiu 8,0%, a indústria ficou estável e os serviços subiram 1,1%

O instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, nesta quinta-feira (2), os dados do Produto Interno Bruto (PIB). Levantamento apontou que a economia recuou 0,1% no terceiro trimestre de 2021, em relação aos três meses anteriores. A agropecuária caiu 8,0%, a indústria ficou estável e os serviços subiram 1,1%.

Entre as atividades industriais, houve quedas de 1,1% em Eletricidade e gás, água, esgoto, atividades de gestão de resíduos, de 1,0% nas Indústrias de transformação e de 0,4% nas Indústrias extrativas. Apenas a Construção (3,9%) apresentou crescimento.

Nos Serviços, registraram alta: Outras atividades de serviços (4,4%), Informação e comunicação (2,4%), Transporte, armazenagem e correio (1,2%), Administração, defesa, saúde e educação públicas e seguridade social (0,8%). As Atividades imobiliárias (0,0%) ficaram estáveis, ao passo que houve variações negativas em Atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados (-0,5%) e Comércio (-0,4%).

Pela ótica da despesa, a Formação Bruta de Capital Fixo teve variação negativa de 0,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior. A Despesa de Consumo das Famílias teve expansão de 0,9% e a Despesa de Consumo do Governo cresceu 0,8%.

No setor externo, tanto as Exportações de Bens e Serviços (-9,8%) quanto as Importações de Bens e Serviços (-8,3%) tiveram quedas em relação ao segundo trimestre de 2021.

Em relação a igual período de 2020, no entanto, o PIB cresceu 4,0%. No acumulado do ano até setembro, o PIB avançou 5,7% em relação ao período do ano passado.

Foto: Reprodução, IBGE