Banner Prefeitura

PF deflagra operação para investigar empresa ligada a avião de Eduardo Campos

Foto: Reprodução / TV Nordeste
Foto: Reprodução / TV Nordeste

A Polícia Federal (PF) cumpre seis mandados de busca e apreensão e quatro mandados de condução coercitiva em Pernambuco.

Trata-se da Operação Vórtex, que é um desdobramento da Operação Turbulência, que investigou um suposto esquema de empresas de fachada que teriam participado da compra do avião usado pelo ex-governador do estado e então candidato à presidência, Eduardo Campos (PSB).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Avião, um Cesna Citation, caiu em 2014 matando o então candidato e outras seis pessoas.

A investigação mostrou que, na análise das contas bancárias das pessoas físicas e jurídicas para a compra do avião, observou-se que os valores transferidos por uma das empresas investigadas foram, na verdade, repassados dois dias antes por uma terceira empresa que ainda não era alvo da investigação.

A PF apurou que a empresa que enviou os recursos tem contratos milionários com o governo do estado e que suas doações à campanhas políticas aumentaram exponencialmente, segundo os policiais, ao longo dos últimos anos, principalmente para partido e candidatos apoiados pelo ex-governador.


O APO está no Telegram. Faça parte do nosso grupo, clique aqui.