Banner Prefeitura

Jurista Augusto Cançado Trindade morre aos 74 anos, em Brasília

Agência Brasil

Ministério das Relações Exteriores divulgou nota de pesar

© Arquivo/Antonio Cruz/Agência Brasil

O jurista Antônio Augusto Cançado morreu aos 74 anos, em Brasília, neste domingo (29). O Ministério das Relações Exteriores (MRE) divulgou nota de pesar pela morte do professor Cançado Trindade, juiz da Corte Internacional de Justiça.

Para o Itamaraty, o Brasil perde um de seus mais brilhantes e dedicados juristas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“O Ministro de Estado e os funcionários do Ministério das Relações Exteriores, admiradores das qualidades pessoais e profissionais do professor Cançado Trindade, expressam a seus familiares os mais sentidos pêsames, com a certeza de que a memória do professor seguirá viva, em suas obras, em suas ideias e em todas as pessoas que inspirou com seu exemplo”, declarou a pasta.

Ao longo de sua carreira, Cançado Trindade atuou como consultor jurídico do Itamaraty entre 1985 e 1990 e foi professor do Instituto Rio Branco entre 1979 e 2009. Ele também ocupou os cargos de juiz e presidente da Corte Interamericana de Direitos Humanos, membro da Corte Permanente de Arbitragem e da Corte Internacional de Justiça.


O APO está no Telegram. Faça parte do nosso grupo, clique aqui.