Banner Prefeitura

Vendas do varejo ampliado na Bahia recuam de maio para junho (-1,6%)

Redação, com Bahia.ba

No entanto, índice mantêm alta frente a junho de 2020 (22,4%)

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O volume de vendas do comércio varejista ampliado voltou a cair no mês de junho, registrando -1,6% após dois avanços seguidos frente ao mês anterior, na série livre de influências sazonais. No entanto, o recuo foi menor do que o verificado no país como um todo (-2,3%).

Já em relação ao mesmo período do ano passado, as vendas do varejo ampliado na Bahia seguiram em alta em junho (22,4%). Foi um resultado melhor que o do Brasil como um todo (11,5%) e o quarto aumento consecutivo para o estado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Esse é ainda o quarto maior avanço das vendas do varejo ampliado desde o início da série histórica da PMC para esse indicador, em 2005. Porém, esse crescimento se deu em cima da também forte queda registrada em junho de 2020, frente ao mesmo mês de 2019 (-12,5%).

O varejo ampliado engloba, além do varejo restrito, as vendas de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, para as quais não se consegue separar claramente o que é varejo do que é atacado.


O APO está no Telegram. Faça parte do nosso grupo, clique aqui.