Banner Prefeitura

Polícia Civil pede prisão de suspeito de incendiar casa e matar filhos em Feira

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Polícia Civil pediu nesta quarta-feira (4) a prisão do comerciante Gilson de Jesus Moura, suspeito de atear fogo na casa onde morava, matando cinco pessoas de sua família, entre elas as filhas e a enteada grávida de cinco meses, e outras duas feridas, em Feira de Santana.

O pedido foi feito à Justiça pelo delegado Gustavo Coutinho, titular da Delegacia de Homicídios de Feira, que investiga o crime. Internada em estado grave, Cristina de Jesus Moura, companheira de Gilson, foi ouvida pelo delegado e apontou o comerciante como autor do incêndio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com ela, o suspeito despejou gasolina nos móveis, ateou fogo e trancou a família em casa, enquanto todos dormiam. Áila Daniele de Jesus Moura, de apenas 4 anos, filha caçula do casal, também ficou ferida e permanece no hospital. No incêndio, morreram Thais de Jesus Moura, 13, Carlos de Jesus Moura, 9, e Xayane de Jesus Moura, 8, filhos de Gilson com Cristina.

A enteada dele Emile de Jesus Moura, 16, e o filho dela, de prenome Enzo, de 1 ano, também morreram. Uma testemunha informou que Gilson havia se desentendido com Cristina por ciúme, durante uma festa de Réveillon. Segundo o delegado, na noite de terça-feira (3), Gilson esteve na casa de uma vizinha e falou que cometeria uma tragédia e que se suicidaria, em seguida.

De acordo com a Polícia Civil, o galão plástico utilizado no transporte da gasolina usada no incêndio do imóvel já foi encaminhado para perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT). Gilson é considerado foragido. Qualquer informação sobre o paradeiro do suspeito pode ser dada ao Disque Denúncia pelos números (71) 3235-0000 ou 181 (em Feira) e no telefone (75) 3221-2976, da DH/Feira. O sigilo para o informante é garantido.


O APO está no Telegram. Faça parte do nosso grupo, clique aqui.