PM corrige informação, diz que crianças não estavam em casa que pegou fogo em Mata de São João e cancela campanha

Redação, com informações do iBahia

De acordo com a PM, o imóvel estava vazio no momento do incêndio.

Foto: Divulgação/SSP

A Polícia Militar corrigiu nesta semana a informação de que havia cinco crianças na casa que ficou destruída depois que foi incendiada por um homem, no fim de semana, na cidade de Mata de São João, na região metropolitana de Salvador.

De acordo com a PM, o imóvel estava vazio no momento do incêndio. As crianças, na verdade, moram e estavam na casa ao lado, que foi ameaçada pelo fogo e também precisou ser evacuada. Além disso, elas também não têm parentesco com a dona do imóvel atingido pelas chamas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com essa correção dos fatos, segundo a PM, foi cancelada a campanha que havia sido criada para ajudar a suposta família a reaver os móveis destruídos no incêndio.

O caso aconteceu na noite do último sábado (28). O incêndio foi provocado pelo companheiro da dona do imóvel. Ele teria ateado fogo no local depois que a mulher foi pedir ajuda à polícia por causa de agressões que havia sofrido dele.

Quando a mulher voltou para casa com os policiais, o suspeito já havia fugido e o imóvel estava em chamas. O Corpo de Bombeiros Militar da Bahia foi acionado e combateu as chamas.

Contudo, as crianças, que estavam dormindo na casa ao lado, foram resgatadas antes da chegada dos bombeiros militares, com a ajuda dos policiais, por causa do risco do incêndio se alastrar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inicialmente, a PM havia divulgado que essas crianças eram filhas da dona da casa e que elas estavam no imóvel incendiado quando o suspeito colocou fogo.


O APO está no Telegram. Faça parte do nosso grupo, clique aqui.