Passageiros são impedidos de descer de navio em Salvador após 68 testarem positivo para Covid-19

fonte g1 Bahia

Réveillon de cruzeiro seria em Ilhéus

Crédito da foto: Rildo de Jesus/TV Bahia

Passageiros do navio Costa Diadema, que está no Porto de Salvador, estão impedidos de desembarcar na cidade por causa de um surto de Covid-19 dentro da embarcação nesta quinta-feira (30). De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), nas últimas 24h, foram confirmados 68 casos de Covid-19, sendo 56 entre tripulantes e 12 entre passageiros.

Ainda segundo a Anvisa, a operação da embarcação em Salvador não foi autorizada. Com isso, estaria proibido o embarque e desembarque de viajantes até que seja finalizada a investigação do surto de Covid-19, que está em andamento.

A embarcação saiu do porto de Santos, na segunda-feira (27), e teria como próxima parada o porto Ilhéus, onde o cruzeiro faria a noite de Réveillon no sul da Bahia, que enfrenta temporais e enchentes neste mês de dezembro.

São 3.836 viajantes, sendo 1.320 tripulantes e 2.516 passageiros. Os casos da Covid-19 foram detectados após protocolo de testagem estabelecido pela Anvisa. A embarcação segue no porto de Salvador sob supervisão sanitária da Anvisa.

O navio aportou em Salvador às 8h. Em nota, a Secretaria Municipal da Saúde informou que acompanha a situação de casos da Covid-19 no navio atracado no porto de Salvador. Equipes da Vigilância Sanitária, em conjunto com o Estado, bloquearam o desembarque dos passageiros e têm adotado medidas de segurança de acordo com os protocolos sanitários.

Durante a manhã desta quarta, o secretário de Saúde de Salvador, Léo Prates, já havia informado sobre os casos confirmados da doença no navio.

“Nós estamos cada vez mais recebendo mais notificações de pacientes com Covid-19 dentro do navio que está para aportar em Salvador. Já são 56 e por isso nós estamos bloqueando neste momento, junto com o governo do estado e com a Sesab [Secretaria de Saúde do Estado], nós estamos bloqueando a descida desses passageiros por conta da alta contaminação deste navio até nós termos toda a segurança. Nós vamos bloquear, do ponto de vista sanitário, o desembarque desses passageiros até que tenhamos total segurança”, disse por meio de áudio enviado à imprensa.