Mais de 70% dos casos de H3N2 na Bahia são de residentes em Salvador

Redação, via Metro1

A Bahia soma oito óbitos registrados pela doença

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) divulgou nesta terça-feira (28) a situação epidemiológica dos casos de Influenza A H3N2 na Bahia. Até a última segunda (27), foram identificados no sistema de informação do LACEN/BA 673 casos de Síndrome Gripal (SG) em decorrência do vírus. Destes, 493, ou seja, 73,3% de residentes em Salvador.

A capital baiana também concentra o registro de mortes por H3N2. Em todo o estado, foram contabilizados oito óbitos, sendo sete residentes em Salvador e um em Laje.

A maioria dos óbitos ocorreu na faixa etária acima dos 80 anos, somando seis mortes. Os outros também eram idosos, acima dos 60 anos.

A Sesab ressalta que devido instabilidades nos sistemas de informação do Ministério da Saúde, o acesso aos dados de notificação de casos tem sido inconsistente e descontínuo, fazendo com que as informações permaneçam sujeitas a revisão.