Black Friday frustra expectativa de lojistas e não alcança números de 2020

Redação

Data fez circular apenas 60% do que era esperado nos shoppings baianos

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

A expectativa para a primeira Black Friday desde a reabertura dos shoppings não foi alcançada. Os dados coletados pela Associação Brasileira de Shoppings Centers (Abrasce), apontam que a data não conseguiu atingir nem mesmo os números de 2020, na maioria dos estados brasileiros, quando os centros de compra estavam fechados em razão da pandemia e as compras precisaram ser feitas em esquema delivery e drive-thru.

Em entrevista ao Metro1, o presidente da entidade na Bahia Edson Piaggio esclareceu que, na Bahia, os shoppings com o melhor desempenho conseguiram apenas empatar com o movimento de 2020, quando a expectativa era superar, em pelo menos 3%, o movimento de 2019, antes da pandemia. “Não foi uma Black Friday boa. Chegou a ser frustrante. Para os shoppings que atendem a classe C e D foi ainda pior”, detalha.

Antes da data, oficialmente celebrada no último dia 27 de novembro, a expectativa era de que os shoppings da Bahia fizessem circular pelo menos R$ 150 milhões. Mesmo a data tendo sido estendida, em algumas lojas, até o final de novembro, o montante atingido alcançou cerca de 60% da meta.

Fonte: Metro1