Bahia tem maior porcentagem de negros mortos por policiais, diz pesquisa

fonte iBahia - Foto: Divulgação/Rede de Observatórios da Segurança

Os dados são referentes a 2020 e foram divulgados nesta terça (14) pela Rede de Observatórios da Segurança

Dados divulgados na manhã desta terça-feira (14) pela Rede de Observatórios de Segurança revelaram que a Bahia possuem a maior taxa de pessoas negras mortas por policiais. O estudo chamado ‘Pele alvo: a cor da violência policial’ foi construído a partir de estatísticas obtidas via Lei de Acesso à Informação.

Além do dado da Bahia, a pesquisa aponta que a cada 4 horas uma pessoa negra é morta em ações policiais em seis dos sete estados monitorados pela entidade: Bahia, Ceará, Piauí, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo. O governo do Maranhão, também acompanhado, não acompanha a cor das vítimas da violência no estado. Todos os números são referentes ao ano de 2020.

Ao todo, a pesquisa detectou 2.653 mortes provocadas pela polícia com informação racial nos seis estados acompanhados e 82,7% destes são pessoas negras. Essa é a segunda vez que a Rede de Observatórios analisa os números das secretarias de segurança dos estados que monitora.

Outros dados

Mais uma vez, o Rio de Janeiro é o estado que mais mata pessoas negras em ações policiais com 939 registros entre os 1092 mortos que tiveram a cor/raça informada. Porém, é a Bahia que novamente apresenta a maior porcentagem de mortes de pessoas negras por agentes do estado com a polícia mais letal do Nordeste. Em Pernambuco, houve um aumento de 53% de mortes provocadas por ação de agentes do estado, com um salto de 93% para 97% de pessoas negras entre as vítimas de um ano para o outro.

Pela primeira vez, a Rede de Observatórios apresenta também os números das capitais. Todos os mortos pela polícia em Recife, Fortaleza e Salvador eram pessoas negras. Teresina e Rio de Janeiro chegaram perto dessa marca, registrando respectivamente 94% e 90% de negros mortos pelas polícias, respectivamente.

Bahia em Destaque

Ainda segundo a pesquisa, a cidade em que mais pessoas negras morrem em ações policiais no Brasil, é Santo Antônio de Jesus (dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública). O estado ocupa a 3ª posição entre os que possuem o maior número de mortos (595), ficando atrás apenas do Rio de Janeiro (939) e São Paulo (488), que é o estado mais populoso do Brasil. No entanto, a polícia da Bahia segue sendo a mais letal do Nordeste e entre todos os estados da Rede é a que apresenta o maior percentual de pessoas negras mortas em ações policiais, com 98%. Já na capital Salvador todas as vítimas da polícia são negras.

Confira aqui a pesquisa completa.

Ao portal iBahia, a SSP-BA informou por meio de nota que “a polícia é treinada para usar armas letais somente em situações de legítima defesa, após esgotar todas as tentativas de capturar suspeitos. A SSP acrescenta que as operações e patrulhamento diário são promovidos levando em consideração a taxa de crimes e também denúncias de moradores. Por fim, a SSP destaca que tem investido em capacitação e está em fase de testes com câmeras corporais, que visam a registrar as ações nas ruas, garantindo a policiais e cidadãos ainda mais transparência nas ocorrências”.